[Total: 1    Média: 5/5]

A cada dia que passa no mundo corporativo, o maior desafio das empresas é obter o maior rendimento em todos os seus processos, ou seja, ser mais eficiente, obter mais resultados com menos recursos e ainda aumentar o seu rendimento. Este objetivo é comum para todos os tipos de recursos utilizados pelas empresas, desde materiais até mesmo para recursos humanos. É por isso que o tema eficiência energética precisa ser discutido. 

Quando o assunto abordado é ENERGIA, não poderia ser diferente, pois se trata de um recurso com custo elevado e cada vez mais escasso em todo mundo para todas as organizações, independentemente do seu tamanho ou ramo de atividade como fabricantes ou para prestadores de serviços. E é por isso que, agora, vamos apresentar 5 dicas para aumentar a eficiência energética da sua organização.

Dica 1 – Estratifique a medição do consumo de energia

O primeiro passo para você aumentar a Eficiência Energética da sua empresa é o conhecimento real do seu perfil de consumo de energia:

  • Quais os processos que consomem mais energia?
  • Quais os principais equipamentos que consomem energia?
  • Em qual horário ou durante a fabricação de qual produto, sua empresa consome mais energia?

Para obter essas informações básicas é necessário estratificar o processo de medição do consumo de energia. Ou seja, aquela conta de energia apresentada pela distribuidora de energia não traz estas informações suficientes para você avaliar o consumo de energia da sua empresa. Por isso, é necessário instalar medidores de energia nas instalações da sua empresa para você ter conhecimento dos principais consumidores.

“Mas eu trabalho em uma empresa de pequeno porte? Não tenho muitos recursos para comprar medidores de energia. Como posso fazer?”

Estudo de caso

Vou dividir com vocês uma experiência profissional que vivi recentemente em um cliente de pequeno porte, uma concessionária de veículos que vende e presta serviços de manutenção.  Após uma simples análise, identificamos dois principais consumidores de energia: o circuito de iluminação e o sistema de ar condicionado.

Com apoio da empresa que prestava serviço de manutenção no sistema de ar condicionado conseguimos instalar temporariamente, por três meses e sem custo, um medidor de energia no sistema de ar condicionado.

Com estes resultados e com a medição realizada pela distribuidora de energia, foi evidenciado que o sistema de ar condicionado representava em torno de 70% do consumo. E o período noturno representava em torno de 70% deste consumo. Com estes dados, foi possível verificar que o vigia noturno não estava realizando o procedimento de desligar o sistema de ar condicionado.  Além disso, deixava algumas portas nos fundos da concessionária aberta para facilitar o seu acesso a área de fumantes localizado no pátio das oficinas. Com a substituição do vigilante por outra pessoa, foi possível economizar de 30% da conta de energia mensal da concessionária de veículos.

FAÇA O DIAGNÓSTICO DA SUA EMPRESA AGORA MESMO!

DOWNLOAD GRATUITO PLANILHA DE DIAGNÓSTICO

Dica 2 – Use fontes de energia mais eficientes

O uso de fontes de energias mais eficientes é outra dica importante, quando buscamos aumentar a eficiência energética da nossa empresa. As fontes renováveis, como a Energia Solar, a cada dia que passa se torna mais acessível pela aquisição de painéis.

Outro exemplo de fontes de energia mais eficientes pode ser a substituição de óleo diesel por gás natural em caldeiras em muitas indústrias de pequeno, médio e grande porte.

Voltando a concessionário de veículos da dica anterior, com a apoio de 100% de financiamento da marca do concessionário, foi possível substituir todas iluminarias externas com painel solar, sem custo para a concessionária.

Dica 3 – Utilize equipamentos com alta eficiência energética

Outro fator importante para ser avaliado na gestão energética da sua empresa é avaliação da eficiência energética dos equipamentos individualmente. Essa dica vale principalmente na aquisição de novos equipamentos ou na substituição de equipamentos atuais.

Atualmente, os equipamentos possuem uma classificação energética dada pelas letras A, B, C, D, etc. Onde “A” trata-se de um equipamento com uma maior eficiência energética que deve ser utilizada, sempre quando for possível, como critério de aquisição.

Dica 4 – Preveja o consumo de Energia Elétrica da sua organização

Sua empresa deve identificar as principais variáveis que influenciam o consumo de energia para levantar uma série de dados históricos. Essa ação tem o objetivo de estabelecer uma linha de base energética com apoio de ferramentas estatísticas.

Pensando nisso, com esta linha de base energética estabelecida, é possível prever o consumo da energia em função das variáveis históricas que influenciam o consumo. Com essas variáveis, você pode tomar decisões estratégicas que busquem aumentar a eficiência energética da empresa.

Um exemplo que pude vivenciar sobre este tema é o uso de moinhos de grande porte em fábricas de fertilizantes, que são os grandes consumidores de energia neste segmento. Com a linha de base energética, as empresas determinam o uso, ou não, destes equipamentos por meio da linha de base de energia, aumentando a eficiência energética do processo de moagem.

Dica 5 – Tenha processos de gestão para aumentar a eficiência energética

A implementação de Sistemas de Gestão de Energia garante o aumento da eficiência energética pelo uso sistemático de ferramentas de gestão. Com a ajuda dessas ferramentas, você pode perfeiçoar a gestão energética.

Com a referência da ISO 50001, as empresas têm a oportunidade de adotar práticas de gestão para:

  • Planejamento energético;
  • Operação;
  • Verificação;
  • Análise crítica da liderança.

Essas prática podem, ou não, ser certificadas externamente por organismos independentes.

Consulte a ELEMENTHUS CONSULTORIA para implementar um Sistema de Gestão de Energia em sua empresa conforme a ISO 50001. Nossa equipe está preparada para oferecer soluções estratégicas e sustentáveis para você.