Tempo de Leitura: 5 minutos

Entenda aqui quais são as etapas mais importantes que farão com que o Planejamento Estratégico da sua empresa seja eficiente de verdade.

Um dos principais recursos buscados por administradores, gestores, diretores e gerentes de empresas atualmente é o Planejamento Estratégico.

O exercício de refletir e construir os objetivos do negócio para o futuro ainda colabora de forma muito importante com o sucesso de muitos negócios ao redor do mundo.

O ponto é que a maneira de implementar um Planejamento Estratégico realmente efetivo demandam além de muita experiência, tempo e recursos, algumas técnicas e abordagens que façam com que esse trabalho seja de fato eficiente, gerando ações, metas e indicadores que irão colaborar para o desenvolvimento da empresa, não apenas uma vasta e demorada discussão que pode não trazer nada de efetivo para a gestão do negócio no dia a dia.

Nesse artigo iremos tratar de 7 passos que são fundamentais para a construção de um Planejamento Estratégico verdadeiramente eficiente, focado em gerar resultado para a empresa que aplica esse método, colaborando com a gestão indicando o melhor caminho a seguir, as ações de desenvolvimento que trarão o maior resultado no menor tempo possível, de acordo com a definição da estratégia global da empresa.

Veja agora quais são os passos para tornar seu Planejamento Estratégico um verdadeiro aliado da gestão da empresa, criando um impacto positivo para seus negócios.

planejamento-estrategico-digital-the-99-consultoria-min

1) Repense e reconstrua sua identidade estratégica

Público-alvo e posicionamento não podem ser conceitos que ficam na gaveta de seu Diretor comercial, mas sim devem ser o foco de toda a comunicação institucional de sua empresa, portanto, construir cuidadosamente esses conceitos e focar suas forças em exercer seu posicionamento e comunicar-se
com seu público-alvo é um exercício diário de imensa relevância.

Além disso, Missão, Visão e Valores não podem ser somente um quadro bonito na parede de seu escritório.

Sua empresa deve viver a sua missão com garra, refletindo na postura de todos e no comprometimento do time como um todo.

A visão deve ser buscada incessantemente, é fundamental pensarmos no futuro de nossos negócios e no que queremos alcançar com eles, não é somente um exercício de reflexão, mas sim uma ponte para seu futuro.

E talvez o mais importante, seus valores devem ser respeitados, reverberados e fazer parte do dia a dia de seu negócio.

Em todos os momentos de dúvida, volte-se sempre aos seus valores.

2) Defina quais são os seus Fatores Chave de Sucesso

É fundamental dentro do exercício de planejamento estratégico passar pela definição cuidadosa de quais são os seus fatores chave de sucesso, ou seja, quais são pontos que você e a sua empresa possuem que te destacam da concorrência.

No que, das característica de seu negócio, você não pode errar e demonstra sua melhor entrega.

Qual são os principais pontos que seu consumidor ideal busca e que você precisa dominar, para aí sim dominar o mercado?

Esses são os fatores chave de sucesso, mapeá-los e entender qual é o seu nível de desenvolvimento em cada um deles é parte fundamental da criação de qualquer estratégia.

3) Avalie seus principais concorrentes

Saber contra quem você compete é fundamental para qualquer que seja a competição.

Nos negócios não é diferente.

Uma vez que você já identificou quais são os fatores chave de sucesso, parta para identificar e analisar quais são seus principais concorrentes.

Em que área ou setor você ganha deles e em qual setor você está atrás deles na competição por mais clientes e melhores resultados.

Conhecer pontos fracos para explorar o mercado ocupando esses gaps e saber em quais condições seus concorrentes são mais fortes, para que você evite um confronto direto com eles é uma parte fundamental no desenvolvimento de um Planejamento Estratégico.

4) Reflita sobre suas forças e fraquezas, além de identificar as principais ameaças e oportunidades do mercado

A Matriz SWOT, ou FOFA, em português, é uma ferramenta clássica para gestão estratégica de negócios, ela é utilizada há muitas décadas.

Isso não significa que esteja desatualizada, que tenha se tornado obsoleta e absolutamente não significa que não tem mais relevância.

Enxergar internamente quais são suas forças e também suas fraquezas colabora com planos de desenvolvimento para sanar os defeitos e potencializar as qualidades de seu negócio.

E como nossas empresas não funcionam isoladas em uma caixa, ou seja, estão inseridas no mercado, entender como ele nos apresenta oportunidades, quais são elas e também como a conjuntura pode nos apresentar ameaças graves é fundamental para definir a estratégia de sua empresa para o futuro.

planejamento-estrategico-digital-the-99-consultoria-min

5) Entenda o real momento de seu negócio

O levantamento de todos esses indicadores, a identificação da relevância e do impacto de suas forças, fraquezas, oportunidades e ameaças nos traz uma possibilidade de exercitarmos algumas combinações poderosas de informações, como cruzarmos forças com oportunidades para gerarmos
ações com um potencial elevadíssimo de impactar positivamente no seu negócio, como também avaliarmos fraquezas com ameaças, para definirmos estratégias de combate e minimizarmos os impactos negativos.

Com a geração dessas informações, o Planejamento Estratégico da the99, por exemplo, gera o Índice de Favorabilidade e também aponta qual é o momento de sua empresa.

6) Construa um Plano de Ações dinâmico

Até pouco tempo, Planejamentos Estratégicos desenhavam ações para 5 a 10 anos no futuro da empresa.

Atualmente é impossível prever algo nesse intervalo de tempo por conta das características altamente voláteis do mercado.

Prever ações para 12 a 24 meses já te colocará muito a frente de seus principais concorrentes.

O ponto é que suas ações podem ser alteradas ao longo do projeto, não podem ser engessadas, pois as estratégias e objetivos podem mudar, principalmente de acordo com bons ventos ou revoltas do mercado.

Tenha um plano sólido, mas não tenha medo de fazer alterações nele se necessário.

7) Monitore os indicadores

A regra é simples.

Defina seus objetivos principais, para cada objetivo, defina algumas metas que servirão de “checkpoints” da sua conquista.

Para cada meta defina as ações que te levarão ao seu objetivo, tenha isso claro em termos de prazos e de responsáveis, mas até mais importante, identifique
indicadores que servirão para que você meça constantemente a sua evolução e a evolução de suas ações e metas rumos aos seus objetivos.

Acompanhar os indicadores é fundamental para completar essa jornada e executar o Planejamento estratégico mais eficiente da história de sua empresa!

Gostou do conteúdo e dos passos?

Quer saber se um Planejamento Estratégico pode solucionar problemas de sua empresa ou te ajudar a passar para o próximo nível?

Faça gratuitamente um pré diagnóstico clicando aqui e receba o contato de um especialista da the99!