Tempo de Leitura: 3 minutos

Vamos falar sobre colchão.

Pode parecer bobagem o que vou dizer, mas aprendi que muitas vezes o óbvio precisa ser dito!

Então vamos lá!

Você já deve saber que existe uma tolerância de altura, comprimento e largura para os colchões de espuma e de molas na portaria 79 e portaria 52 não é mesmo?

 

Colchão de Espuma:Colchão de molas:
As dimensões da altura, comprimento e largura dos colchões não podem diferir-se daquelas declaradas pelo fornecedor, podendo haver uma variação máxima, para largura e comprimento, de ± 1,5 cm e, para altura, de -0,5 a +1,5 cm, conforme norma ABNT NBR 13579-1:2011

 

As dimensões da altura, comprimento e largura dos colchões não podem diferir-se daquelas declaradas pelo fornecedor, podendo haver uma variação máxima de ± 1,5 cm, conforme Anexo I da Portaria 52

 

E você acredita que ainda tem muita reprovação em ensaio de produto por causa desse requisito?

Tenha em mente que este requisito é tão importante quanto qualquer outro! E pode reprovar seu produto se estiver fora do especificado.

Hoje quero ressaltar aqui alguns pontos importantes que devem ser verificados antes de liberar o produto.

E principalmente antes de enviar produto para o ensaio de laboratório.

São eles:

  • Verifique detalhadamente as dimensões do produto com a trena e tenha a certeza de que está dentro dos parâmetros definidos pela portaria;
  • Não libere o produto se estiver dentro da variação máxima permitida, como por exemplo:  na etiqueta do Colchão está descrito 1,88cm de comprimento e a medida encontrada na inspeção final foi de 189,5cm, pois você correrá um risco desnecessário de dar uma variação maior ainda na medição do laboratório, e isto prejudicará seu resultado.
  • Verifique se a etiqueta está marcada com a dimensão correta do produto.

Por mais incrível que pareça, já vi produto ser reprovado devido a dimensão declarada na etiqueta não ser a mesma encontrada no produto fisicamente.

E isso ocorre por pura falta de atenção de quem está fazendo a inspeção final.

Por falar em Inspeção final, tenho um artigo muito interessante que fala um pouco mais respeito

Eu já vi de tudo um pouco:

Já vi o colaborador verificar no momento da amostragem que a etiqueta estava com a marcação das dimensões erradas.

Como também já presenciei uma auditoria externa em que no momento da inspeção final e embalagem o colaborador mediu o produto e teve que reprovar pois estava fora da tolerância permitida.

Geralmente isso ocorre por nervosismo ou falta de atenção, mas isso é assunto para outro artigo. 🙂

Mas já te serve de alerta, para que não ocorra em sua fábrica.

Desejo que estas experiências te sirvam de aprendizado, para darmos mais atenção a este requisito tão pequeno.

Mas que contribui para um grande resultado: o atestado de conformidade do produto.

Ainda com dúvidas na Fabricação de Colchão?

Eu posso te ajudar.

Agende um bate papo agora mesmo!