Feche ou venda sua empresa

Crie um plano completo para transferir o seu negócio, vender ou fechar sua empresa. Obtenha aconselhamento qualificado e saiba o que é melhor fazer.

Feche ou venda sua empresa

Crie um plano completo para transferir o seu negócio, vender ou fechar sua empresa. Obtenha aconselhamento qualificado e saiba o que é melhor fazer.

Voltar

Feche sua empresa

Fechar o seu negócio pode ser uma escolha difícil de fazer. Também é útil procurar aconselhamento do seu advogado e de um especialista em avaliação de negócios, junto com outros profissionais, incluindo contadores e banqueiros.

Passo a passo para fechar a empresa

1. Distrato Social

Em caso de haver sociedade, os sócios devem assinar uma ata de encerramento da empresa e em seguida formalizar o chamado Distrato Social. Este último deve explicar porque a sociedade foi desfeita e como será a divisão dos bens da empresa entre os sócios. Empresas onde não há sócios, não precisam cumprir esta etapa.

2. Débitos previdenciários

É preciso solicitar a Certidão Negativa de Débito no site da Previdência Social, este é um um documento gratuito. Esse passo deve ser cumprido mesmo que a empresa não tenha funcionários, pois podem haver débitos pendentes em relação a impostos previdenciários.

Se for constatada alguma pendência ao solicitar a certidão, será necessário entrar em contato com a Receita Federal e agendar atendimento para resolver o problema.

3. Baixa na prefeitura e no estado

Para dar baixa na prefeitura, é necessário entrar em contato com a Secretaria de Finanças do seu município, pois cada um exige diferentes tipos de documentos. É preciso verificar se sua empresa pagava impostos municipais como o ISS e pedir baixa no cadastro da prefeitura, confirmando se não há alguma pendência tributária.

Já para dar baixa no estado, é necessário entrar em contato com a Secretaria da Fazenda, e pedir para dar baixa na sua Inscrição Estadual. É aqui que será verificada a situação da empresa em relação ao ICMS.

4. FGTS

O Certificado de Regularidade do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço deve ser solicitado no site da Caixa Econômica Federal. Caso haja algum problema, procure uma agência da Caixa.

5. Junta comercial

Protocole na Junta Comercial o pedido de arquivamento de atos de extinção. Para isso, será necessário apresentar diversos documentos que comprovem a quitação de diversos tributos e contribuições obrigatórias, que são as certidões obtidas nos passos anteriores. Aqui será cobrada uma taxa que varia de acordo com o estado. Há também um prazo para a efetivação do arquivamento que, igualmente, depende dos trâmites de cada estado.

6. Tributos federais

Certidão de Débitos Relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União, você terá que obter esse documento, pois é ele que comprova a regularização da empresa com o Governo Federal.

7. Baixa no CNPJ

O passo final é a baixa no CNPJ. Isso pode ser feito por meio do site da Receita Federal.

O Programa Gerador de Documentos do CNPJ serve para fazer a solicitação de cancelamento do CNPJ e a emissão do Documento Básico de Entrada, que precisa ser assinado com firma reconhecida em cartório.

Também é possível solicitar essa baixa diretamente na Junta Comercial, caso haja convênio com a Receita. O prazo para efetivação é de três dias, caso não seja identificada nenhuma pendência.

Precisa de ajuda? Obtenha aconselhamento empresarial grátis.

Venda o seu negócio

Após uma análise cuidadosa, você pode decidir vender sua empresa. Um bom planejamento pode ajudar a garantir que você cubra todas as suas bases.

Use a avaliação comercial para definir um valor monetário antes do marketing para possíveis compradores. Você pode fazer uma auto-avaliação e também procurar um avaliador de negócios qualificado.

Avalie com precisão todas as propriedades e imóveis vinculados à sua empresa. Isso pode incluir ativos intangíveis, como presença de marca, propriedade intelectual, informações do cliente e projeção de receita futura.

Ao descobrir quanto vale sua empresa, considere esses métodos comuns de avaliação.

- Abordagem de renda; Analisa a receita projetada e contabiliza os riscos em potencial.
- Abordagem de mercado: Compara sua empresa a outras empresas similares que foram vendidas recentemente.
- Abordagem de ativos: Subtrai o total de passivos comerciais do valor total de todos os ativos.

Faça um acordo de vendas

Você deve preparar um contrato de vendas para vender sua empresa oficialmente. Este documento permite a compra de ativos ou ações de uma corporação. Um advogado deve revisá-lo para garantir que seja preciso e abrangente.

Liste todo o inventário da venda, juntamente com os nomes do vendedor, comprador e empresa. Preencha os detalhes do plano de fundo. Determine como a empresa será administrada antes do fechamento e o nível de acesso que o comprador terá às suas informações. Observe todos os ajustes, taxas de corretagem e quaisquer outros aspectos relevantes aos termos do contrato.

Não deixe de lado nenhum ativo e passivo, pois isso poderá criar problemas mesmo após a finalização da venda.

Pedido de falência ou liquidação

Uma saída forçada tem implicações para seus funcionários, ativos e obrigações fiscais.

Durante um caso de falência, você precisa manter-se atualizado com todos os requisitos e impostos de arquivamento.

A liquidação de ativos geralmente surge como uma estratégia de último recurso, depois que nenhum comprador, fusão ou sucessor aparece no horizonte. Esse processo de redistribuição de ativos para credores e acionistas ainda requer um plano de ação sólido.

Antes de rescindir seu contrato de arrendamento, vender equipamentos e desconectar utilitários, converse com seu advogado e contador. Eles ajudarão você a desenvolver um plano para apresentar aos credores, cuja cooperação você precisa durante esse processo.

Faça referência a essas etapas no processo de liquidação do ativo.

- Preparar um inventário e determinar ativos para venda
- Proteja sua mercadoria
- Definir o valor de liquidação dos ativos com um avaliador qualificado
- Use esse valor para estimar o lucro líquido da venda e reavaliar sua decisão
- Escolha o tipo de venda: negociado, consignação, internet, lance lacrado ou varejo
- Selecione o melhor horário e local para sua venda
- Contrate um leiloeiro, revendedor, corretor ou outro especialista para conduzir
- Use uma fatura de venda sem recurso para que o comprador aceite o risco associado

Precisa de ajuda? Obtenha aconselhamento empresarial grátis.