[Total: 10    Média: 4.7/5]
Tempo de Leitura: 5 minutos

Quais serão as habilidades mais importantes para as lideranças do futuro das empresas?

Se você conduz uma equipe hoje na sua empresa, certamente está na hora de começar a pensar neste assunto.

Em meio a tantas mudanças que o mundo está passando na atualidade, as necessidades estão em constante processo de mudança.

Neste artigo vamos abordar as principais habilidades que os líderes das empresas no futuro precisarão dominar!

As mudanças estão acontecendo a passos largos!  

O mundo empresarial está ficando cada vez mais exigente por mão de obra qualificada a pensar criticamente.

A inteligência artificial, a robotização, a desburocratização dos processos, a substituição do homem por máquina fazendo com que a mão-de-obra que hoje executa  tarefas repetitivas seja facilmente substituída por computadores e androids, que fazem o trabalho tão bem quanto o homem está provocando uma série de mudanças na forma de recrutar pessoas e de formar a mão-de-obra.

Na atualidade e para os próximos anos a perspectiva nas empresas é de que aumente a demanda por mão-de-obra qualificada a pensar criticamente e estrategicamente.

Na atualidade as empresas buscam profissionais que tenham a capacidade de inovar, serem criativos e pensar fora da caixa para saber lidar com situações imprevistas.

Tendo em vista que estas são as características que os robôs por meio a inteligência artificial ainda não desenvolveram.

Se para os cargos com menor poder de decisão este funil já está sendo aplicado imagine para as posições de liderança?

O que os novos líderes precisam ter para se diferenciar?

Os novos líderes precisam ser indivíduos com alta capacidade de síntese e visão holística.

Ou seja, precisam ser capazes de entender o contexto e tomar decisões com base nas mais variadas variáveis considerando os diversos desfechos possíveis.

De agora em diante, sobreviverão as empresas que sejam conduzidas por pessoas capazes de inovar e se reinventar de modo a se destacar em meio a toda a poluição de informações que está sendo gerada no mercado.

Criatividade, inovação, capacidade de agir proativamente, capacidade de extrair o melhor que a tecnologia tem para oferecer e buscar a excelência dos membros da equipe passaram a fazer parte do rol de características essenciais das lideranças do futuro!

A seguir eu abordo cada um dessas características em relação ao contexto que estamos presenciando nas organizações. Acompanhe.

Criatividade  e Inovação

A criatividade e a inovação passaram a fazer parte do contexto das organizações a partir do momento em que as mesmas passaram a ser inundadas com gerações de pessoas cada vez mais conectadas, inquietas e indispostas e seguir os velhos padrões.

Os líderes são constantemente desafiados a criar estratégias inovadoras para promover o engajamento das equipes em torno dos objetivos.

As pessoas estão cada vez mais investigadoras, questionadoras e inconformadas com as respostas prontas e padronizadas, o cenário mudou, as situações mudaram e os gestores são desafiados a acompanharem essa evolução.

Afinal qual seria o papel da liderança se não fosse acompanhado da responsabilidade de trazer inovação, cultura e direção para a equipe?

Para isso as lideranças precisam estar em constante processo de busca por informação que seja capaz de retroalimentar esse sistema.

Capacidade de agir proativamente e preventivamente

A capacidade de agir proativamente sempre foi uma característica intrínseca dos líderes, o que acontece na atualidade é que esta função está sendo demandada com muito mais ênfase! E com uma velocidade cada vez mais acelerada!

Hoje as próprias normas e sistemas de gestão trazem consigo a questão da mentalidade preventiva, do pensamento de contenção de riscos, os processos precisam ser revistos e tratados para identificar as possíveis lacunas e se antecipar a ocorrências e não-conformidades antes que estas se efetivem.

O detalhe é que aliado a isso existe uma pressão para que os resultados sejam obtidos e que os riscos ou problemas sejam mitigados rapidamente. E para isso é preciso pensamento proativo e atitudes preventivas de contenção de comportamentos e resultados indesejados.

Capacidade de extrair o melhor que a tecnologia tem a oferecer

Vilã para uns, heroína para outros, a tecnologia tem se mostrado uma grande mola propulsora para o desenvolvimento das organizações.

Em contrapartida, o que tem afligido muitas pessoas é que com a sua capacidade de reduzir distâncias entre os processos, eliminando tarefas repetitivas e desnecessárias a tecnologia acaba sendo a responsável pela substituição de vários postos de trabalho antes considerados essenciais.

Vou comprar esta briga defendendo a tecnologia e dizendo que ela não é responsável pela perda dos empregos, mas sim por vir a tona a incapacidade das pessoas (e as lideranças responsáveis por conduzir o time se enquadram neste grupo) de olhar para o processo e eliminar tarefas repetitivas que poderiam poupar muito tempo de trabalho.

A tecnologia surge então para que as pessoas apliquem seus esforços naquilo que realmente é essencial e que não pode ser delegado para robôs.

Com isso surge uma grande responsabilidade sob o papel do líder, a necessidade de identificar as habilidades da equipe e direcionar os esforços dos mesmos para aquilo que realmente não pode ser delegado para as máquinas.

Buscar a essência dos membros da equipe

Com a crescente substituição de homens por máquinas, torna-se cada vez mais latente a necessidade dos líderes identificarem as potencialidades e fragilidades dos membros da equipe.

Para isso os gestores podem lançar mão de técnicas de avaliação de desempenho dos colaboradores para identificar as suas habilidades e necessidades de capacitação para a demanda de trabalho a qual estão sendo submetidos e as exigências do mercado quanto a qualificação profissional.

No artigo Como avaliar o desempenho dos colaboradores com foco em resultados? eu falo do processo de avaliação dos colaboradores e a importância deste para o alcance dos resultados da organização.

Se a sua organização precisa de uma forcinha no processo de Avaliação de Desempenho dos colaboradores a Implantta Consultoria pode te ajudar.

Basta clicar aqui e preencher o formulário informando que deseja orientação e acompanhamento da avaliação de desempenho dos colaboradores da sua empresa.

Terei a maior satisfação em te ajudar neste processo e juntos construirmos um diagnóstico completo do perfil dos colaboradores da sua organização.

As habilidades que eu citei neste artigo precisam ser vivenciadas dia após dia, lembre-se a prática leva a perfeição.

Para te ajudar a memorizar eu pensei em te dar uma forcinha!

Preparei um infográfico para que você possa imprimir e deixar em um local visível na sua empresa, de forma que você sempre tenha a vista e aplique na sua organização.

Se você gostou deste artigo, classifica ele lá no topo com as estrelinhas pra ajudar outras pessoas e encontrá-lo.

Compartilhe e deixe o seu comentário sobre as habilidades que você considera mais importantes para as lideranças do futuro.

E me conta se você considera mais alguma habilidade que eu não listei por aqui. 🙂