[Total: 11    Média: 5/5]
Tempo de Leitura: 3 minutos
banner-evolutto-day-2019-min

Requisito 4.1 – Entendendo a organização e seu contexto

A organização deve determinar questões externas e internas que sejam pertinentes para o seu propósito e para seu direcionamento estratégico e que afetem sua capacidade de alcançar o(s) resultado(s) pretendido(s) de seu sistema de gestão da qualidade.

A organização deve monitorar e analisar criticamente informação sobre essas questões externas e internas.

NOTA 1

Questões podem incluir fatores ou condições positivos e negativo os para consideração.

NOTA 2

O entendimento do contexto externo pode ser facilitado pela consideração de questões provenientes dos ambientes legal, tecnológico, competitivo, de mercado, cultural, social e econômico, tanto internacionais, quanto nacionais, regionais ou locais.

NOTA 3

O entendimento do contexto interno pode ser facilitado pela consideração de questões relativas a valores, cultura, conhecimento e desempenho da organização.

Este requisito nos mostra, que antes de mais nada, precisamos compreender as questões internas e externas que afetam nosso negócio.

Você sabe como fazer isso?

Uma ferramenta interessante para fazer esta análise é a ferramenta SWOT.

Com ela conseguimos avaliar os pontos fracos, pontos fortes, ameaças e oportunidades que giram em torno da nossa organização.

Utilizando esta metodologia, você estará fazendo a análise do seu contexto, simples não é mesmo?

Vamos colocar em prática:

A norma pede que se faça uma análise do ambiente interno.

No método SWOT, você vai olhar para dentro de sua organização e refletir sobre os pontos fracos e pontos fortes que ela tem.

Quando chegar na análise do contexto externo, você vai olhar para fora da organização e refletir sobre as ameaças que você vê.

E como essas podem atingir sua empresa, como também as oportunidades que sua empresa tem em relação ao mercado, sociedade e afins.

Saiba que a norma ISO 9001:2015 não exige informação documentada para o item 4.1 Contexto da Organização.

Nesse caso, vocês poderiam simplesmente explanar toda essa análise no dia da auditoria ou em reuniões de análise crítica.

Mas você acha que daria certo?

Eu sempre digo que precisamos elaborar documentos que façam sentido para a empresa e não apenas para “auditor ver”.

Por isso, acredito que seja importante documentar essa análise e o resultado dela.

Visto que geralmente depois de uma reunião como esta, surgem muitas ações.

Sem contar que, as ações que surgirem dos pontos fracos e fortes, oportunidades e ameaças, utilizaremos em outro requisito – o 6.1.

Mas isso é assunto para outro post.

Ainda com dúvidas em ISO 9001?

Eu posso te ajudar.

Agende um bate papo agora mesmo!